Dia do Orgamo - Guia de Motéis

La petite mort: a pequena morte. Assim os franceses definem o orgasmo, o momento sublime de prazer no ápice  do sexo. Parece que a pessoa teve um treco, diz Paulo Tessarioli, terapeuta sexual e colunista do Guia de Motéis. A sensação estranha acontece porque, com a rápida falta de oxigênio, o cérebro quase perde a consicência em uma fração de segundo. Mesmo assim, quem já sentiu isso sabe o quanto é bom; quem ainda espera pelo momento pode levar um susto na hora que ele chegar.  Mas depois de muitos orgasmos a gente se acostuma.

No espaço Fale com o doutor do Guia, aberto para peguntas, Tessarioli já respondeu a 45 dúvidas inéditas somente sobre o tema. No Ocidente, valoriza-se muito a questão, lamenta. De tão preocupadas, as pessoas deixam de aproveitar o sexo. Claro que é bom ver o êxtase do outro e aproveitar os momentos de contato. O orgasmo é o fim da brincadeira, quando termina o êxtase do corpo. E as pessoas querem chegar ao fim?, questiona o terapeuta. No sexo tântrico, por exemplo, o orgasmo é apenas um detalhe. O desejo, a excitação e a consciência corporal (conquistada com a masturbação, por exemplo) têm maior valor.

O orgasmo virou uma obrigação, e agora precisamos nos libertar desta ditadura. Pois abaixo a ditadura do orgasmo no dia 31 de julho! Tudo para que as pessoas sintam-no sem grilos e paranóias sexuais. Afinal, a data foi criada há quatro anos justamente depois que sex shops inglesas descobriram que cerca de 80% das mulheres na Inglaterra nunca haviam experimentado o orgasmo. Neste ano, um estudo feito em conjunto por cientistas da Universidade Central de Lancashire e da Universidade de Leeds indicou que 80% das mulheres inglesas fingem o orgasmo para acelerar a ejaculação do parceiro. Elas usam três justificativas para a atitude: cansaço, desconforto ou aborrecimento durante a transa. Mas por quê elas não são sinceras no sexo?

Os homens vivenciam melhor a sua sexualidade, explica Tessarioli. Por isso o grande tabu ainda existente entre mulheres, que não entendem o poder sexual que possuem. As mulheres levam vantagem sobre o homem por causa dos orgasmos múltiplos, pequenos picos de excitação, quando elas gozam, gozam, gozam. Que isto aconteça neste sábado: tremores, contrações involuntárias, espasmos, arrepios… Nada sem contra-indicação. Escolha seu motel preferido no Guia de Motéis e bom dia do orgamo para você!